/

Brasil: Censo revela um país mais feminino e envelhecido

Censo

De acordo com o relatório divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta sexta-feira (27), o Censo de 2022 revela uma mudança significativa no perfil demográfico do Brasil. O país está mais envelhecido e mais feminino do que nunca.

A idade mediana dos brasileiros aumentou de 29 anos em 2010 para 35 anos em 2022. Isso significa que metade da população tem até 35 anos, enquanto a outra metade é mais velha que isso. Essa mudança foi acompanhada pelo maior salto de envelhecimento entre dois censos desde 1940, com uma proporção de 55 idosos para cada 100 jovens.

Esses dados indicam que o país está caminhando para ter cada vez menos jovens e mais idosos, conforme demonstrado pela evolução da pirâmide etária. Além disso, a população feminina vem crescendo constantemente nas últimas décadas e agora representa 51,5% dos 203 milhões de brasileiros.

Leia também:  Projeto de lei garante igualdade salarial entre gêneros

Essa tendência pode ser explicada por diversos fatores demográficos. A taxa de fecundidade no Brasil diminuiu ao longo das últimas décadas, havendo uma queda significativa nos nascimentos após os episódios de infecção pelo vírus Zika em 2016 e a pandemia de Covid-19 após 2020. Além disso, a sobremortalidade masculina contribui para a maior proporção de mulheres na população.

É importante ressaltar que essa mudança no perfil demográfico varia entre as regiões do país. O Norte apresenta a população mais jovem, com 25,2% dos habitantes com até 14 anos, enquanto o Sudeste e o Sul são as regiões mais envelhecidas, com cerca de 12% dos moradores acima de 65 anos.

Também há diferenças entre os estados brasileiros. Roraima possui a idade mediana mais jovem, com apenas 26 anos, enquanto o Rio Grande do Sul é o estado com a idade mediana mais alta, de 38 anos. Além disso, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro e Minas Gerais apresentam as maiores proporções de idosos, enquanto Roraima, Amazonas e Amapá têm as maiores proporções de jovens.

Leia também:  Governo Lula anuncia Plano Safra da Indústria com R$ 300 bilhões em crédito e subsídios

Essas mudanças demográficas têm impactos sociais e econômicos significativos para o país. Com uma população mais envelhecida, é necessário desenvolver políticas públicas que atendam às demandas específicas dessa parcela da população. Além disso, a presença cada vez maior de mulheres na sociedade requer a promoção da igualdade de gênero em todas as áreas.

Em resumo, o Censo de 2022 revelou que o Brasil está passando por transformações demográficas importantes. Com uma população mais velha e feminina, essas mudanças impactarão diversos aspectos da sociedade brasileira nos próximos anos. É fundamental que sejam adotadas medidas adequadas para lidar com essas novas realidades demográficas.

Perfil Demográfico do Brasil
Idade Mediana:35 anos
Proporção de Idosos:55 para cada 100 jovens
População Feminina:51,5% dos 203 milhões de brasileiros
Regiões com População Mais Jovem:Norte (25,2% até 14 anos)
Regiões com População Mais Envelhecida:Sudeste e Sul (cerca de 12% acima de 65 anos)
Estado com Idade Mediana Mais Jovem:Roraima (26 anos)
Estado com Idade Mediana Mais Alta:Rio Grande do Sul (38 anos)
Estados com Maiores Proporções de Idosos:Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro e Minas Gerais
Estados com Maiores Proporções de Jovens:Roraima, Amazonas e Amapá

Com informações de https://g1.globo.com/economia/censo/noticia/2023/10/27/brasil-esta-cada-vez-mais-feminino-e-envelhece-mais-rapido-mostra-censo.ghtml

Meu Piauí

A Meu Piauí é uma revista online que apresenta e valoriza nosso estado, nossa cultura e nossa gente.

Deixe um comentário

Your email address will not be published.

Últimos artigos do Blog