/

MEC propõe aumento de carga horária no Novo Ensino Médio

Novo Ensino Médio

O Ministério da Educação (MEC) divulgou, nesta segunda-feira (7), uma proposta de aumento na carga horária da Formação Geral Básica (FGB) do Ensino Médio. Segundo o sumário divulgado após consulta pública, a ideia é aumentar as horas dedicadas às disciplinas básicas obrigatórias, indo de 1.800 para 2.400 horas.

Críticas ao Novo Ensino Médio

Desde sua implementação em 2017, o Novo Ensino Médio tem sido alvo de críticas, especialmente no que diz respeito ao tempo destinado às matérias optativas em detrimento das disciplinas obrigatórias. Em um esforço para sanar essas preocupações, o governo propôs soluções como reduzir o número de itinerários formativos e incluir disciplinas como espanhol, arte e história entre as obrigatoriedades.

A evasão escolar também é uma preocupação, principalmente entre alunos mais vulneráveis. Para evitar que estudantes abandonem os estudos antes de concluírem o ensino médio, o governo sugere a criação de uma bolsa ou poupança específica para esses estudantes. Além disso, o MEC promete elaborar uma proposta para promover a permanência desses estudantes, por meio do fomento da educação técnica profissional e do aumento das matrículas em tempo integral.

Leia também:  Tudo em Todo Lugar vence Oscar e aborda imigração e tolerância, diz crítica.

Uso da Educação a Distância (EAD)

A proposta também aborda a questão do uso da Educação a Distância (EAD) no Ensino Médio. Segundo os resultados da consulta pública, a maioria dos participantes se opôs ao uso dessa modalidade, exceto em casos específicos. O MEC defende que a EAD seja vedada nas disciplinas obrigatórias, sendo permitida apenas em até 20% para a Formação Técnica e Profissional.

Os resultados e propostas do MEC serão encaminhados para o setor educacional e órgãos normativos, que terão até o dia 21 de agosto para responderem com apontamentos e considerações. As comissões de Educação do Congresso Nacional também poderão contribuir com as propostas antes da elaboração do relatório final.

Em resumo, a proposta do MEC busca aumentar a carga horária das disciplinas básicas obrigatórias no Ensino Médio. Além disso, medidas estão sendo pensadas para evitar a evasão escolar, como bolsas ou poupanças direcionadas aos estudantes vulneráveis, fomento da educação técnica profissional e ampliação das matrículas em tempo integral. O uso da EAD também está sendo discutido, com restrições quanto às disciplinas obrigatórias e uma possível oferta limitada na formação técnica e profissional.

Leia também:  Adapi regulamenta certificação de produtos artesanais de origem vegetal no Piauí
Proposta do MECMedidas para evitar a evasão escolarUso da Educação a Distância (EAD)
Aumento da carga horária das disciplinas básicas obrigatórias no Ensino MédioBolsas ou poupanças direcionadas aos estudantes vulneráveis, fomento da educação técnica profissional e ampliação das matrículas em tempo integralRestrições quanto às disciplinas obrigatórias e oferta limitada na formação técnica e profissional

Com informações de https://g1.globo.com/educacao/noticia/2023/08/08/novo-ensino-medio-mec-consulta-publica.ghtml

Meu Piauí

A Meu Piauí é uma revista online que apresenta e valoriza nosso estado, nossa cultura e nossa gente.

Deixe um comentário

Your email address will not be published.

Últimos artigos do Blog