/

Temperaturas Extremas do Hemisfério Norte são o Novo Normal, Alerta OMS

temperaturas extremas

A Organização Meteorológica Mundial (OMM) emitiu um alerta preocupante nesta terça-feira, 18 de julho de 2023. Segundo a agência especializada da ONU, as altas temperaturas extremas que têm assolado o Hemisfério Norte nas últimas semanas agora se tornaram o “novo normal” do mundo devido às mudanças climáticas globais.

Nos próximos dias e até o mês de agosto, espera-se que América do Norte, Ásia, Norte da África e Mediterrâneo enfrentem calor acima dos 40°C. Essa onda de calor prolongada representa um perigo adicional para os seres humanos, aumentando a possibilidade de ataques cardíacos e mortes prematuras. Além disso, incêndios florestais são uma grande preocupação tanto nos Estados Unidos quanto na Europa.

Leia também:  Teresina recebe 15ª Conferência Estadual de Assistência Social: fortalecendo o Suas

Na segunda-feira passada, mais de 20 cidades americanas estabeleceram recordes históricos de temperatura, com os termômetros chegando a ultrapassar os 41°C. Enquanto isso, na Europa, diversas cidades têm sofrido com recordes de calor. A ilha italiana da Sardenha até mesmo registrou uma previsão alarmante de 46°C, sendo essa a temperatura mais alta projetada para todo o continente.

Esses eventos climáticos extremos têm causado apreensão global e levantado importantes questões. O que está por trás dessas ondas de calor em todo o mundo? As mudanças climáticas podem ser consideradas as responsáveis por esse fenômeno cada vez mais frequente? É necessário tomar medidas urgentes para mitigar esses impactos? Essas são apenas algumas das perguntas que ecoam em meio a essa situação climática alarmante.

Leia também:  Hospital Infantil Lucídio Portella realiza aplicação inédita de medicamento mais caro do mundo para tratar AME

O cenário apresentado pela OMM nos faz refletir sobre o futuro da Terra e as consequências de nossas ações no meio ambiente. É crucial que governos, organizações internacionais e cidadãos se unam em esforços conjuntos para combater as mudanças climáticas e reduzir suas implicações negativas na vida cotidiana das pessoas.

AlertaConsequênciasImplicações
Altas temperaturas extremas se tornam “novo normal”Perigo para a saúde humana e risco de incêndios florestaisMudanças climáticas globais e necessidade de medidas urgentes
América do Norte, Ásia, Norte da África e Mediterrâneo enfrentarão calor acima dos 40°CPossibilidade de ataques cardíacos e mortes prematuras; risco de incêndios florestaisNecessidade de resposta imediata e efetiva
Recordes históricos de temperatura em mais de 20 cidades americanasTermômetros ultrapassando os 41°C; preocupação com incêndios florestaisReflexão sobre as causas e responsabilidades das mudanças climáticas
Europa enfrenta recordes de calor, com previsão de 46°C na SardenhaTemperatura mais alta projetada para todo o continenteNecessidade de ações conjuntas para combater as mudanças climáticas
Onda de calor levanta questões sobre as mudanças climáticas e a necessidade de medidas urgentesConsequências preocupantes para o futuro da Terra e impacto na vida cotidianaUnião de governos, organizações e cidadãos para reduzir implicações negativas

Com informações de https://g1.globo.com/bom-dia-brasil/noticia/2023/07/18/oms-alerta-que-temperaturas-extremamente-altas-do-hemisferio-norte-agora-sao-o-novo-normal.ghtml

Meu Piauí

A Meu Piauí é uma revista online que apresenta e valoriza nosso estado, nossa cultura e nossa gente.

Deixe um comentário

Your email address will not be published.

Últimos artigos do Blog