Descrição da imagem
/

Conselho de Desenvolvimento Industrial aprova incentivos fiscais para atrair indústrias no Piauí

O Conselho de Desenvolvimento Industrial do Estado do Piauí (CODIN) aprovou, de maneira unânime, a concessão de seis incentivos fiscais com o objetivo de atrair e expandir indústrias no estado. Essa medida prevê a criação de 194 empregos diretos no primeiro ano de instalação e um total de 421 após a consolidação dessas empresas. O decreto oficializando essa concessão será publicado até o final deste ano.

O principal objetivo do governo ao conceder esses incentivos é promover o desenvolvimento econômico do estado, fortalecendo sua economia e gerando emprego tanto direta quanto indiretamente. A atração de novas indústrias é vista como uma forma eficaz para alcançar tais resultados.

As empresas contempladas em relação aos incentivos englobam diferentes setores, como fabricação de alimentos para animais em Teresina, estruturas pré-moldadas de concreto também em Teresina, medicamentos, suplementos alimentares e cosméticos em Floriano, alimentos como mel, castanha, granola, amendoim e linhaça em Santo Antônio de Lisboa, brita em Morro Cabeça do Tempo e produção de sorvetes e picolés novamente em Teresina.

Leia também:  Governador Assina Acordos de Cooperação em Singapura com Empresas Internacionais

Para garantir uma governança eficiente e representativa no CODIN, são incluídos membros tanto do setor público quanto privado envolvidos no desenvolvimento econômico do estado. Estão presentes representantes da Secretaria do Desenvolvimento Econômico (SDE), Secretaria do Planejamento (SEPLAN), Secretaria do Agronegócio e Empreendedorismo Rural (SEAGRO), Agência de Fomento e Desenvolvimento do Estado do Piauí S/A (Piauí Fomento), Federação das Indústrias do Estado do Piauí (FIEPI), Banco do Nordeste do Brasil (BNB), Centro das Indústrias do Estado do Piauí (CIEPI) e Associação Piauiense dos Municípios (APPM).

Essa diversidade de representantes permite que as decisões tomadas pelo CODIN sejam mais abrangentes e reflitam os diversos interesses envolvidos no desenvolvimento industrial do estado.

Leia também:  Mercado reduz estimativa de inflação e vê PIB maior

Com a aprovação desses incentivos, espera-se que o Estado do Piauí atraia novos investimentos e gere empregos significativos nos setores mencionados. Essas indústrias têm o potencial de impulsionar a economia local, contribuindo para um crescimento sustentável e promovendo oportunidades de trabalho para a população.

Notícia
O Conselho de Desenvolvimento Industrial do Estado do Piauí (CODIN) aprovou, de maneira unânime, a concessão de seis incentivos fiscais com o objetivo de atrair e expandir indústrias no estado.
A medida prevê a criação de 194 empregos diretos no primeiro ano de instalação e um total de 421 após a consolidação dessas empresas.
O decreto oficializando essa concessão será publicado até o final deste ano.
As empresas contempladas englobam diferentes setores, como fabricação de alimentos para animais, estruturas pré-moldadas de concreto, medicamentos, suplementos alimentares e cosméticos, alimentos como mel, castanha, granola, amendoim e linhaça, brita e produção de sorvetes e picolés.
A governança no CODIN é composta por representantes do setor público e privado, garantindo uma tomada de decisão abrangente.

Com informações de https://www.pi.gov.br/noticia/aprovada-a-concessao-de-incentivos-fiscais-para-instalacao-e-ampliacao-de-industrias-no-piaui

Meu Piauí

A Meu Piauí é uma revista online que apresenta e valoriza nosso estado, nossa cultura e nossa gente.

Deixe um comentário

Your email address will not be published.

Últimos artigos do Blog