/

Dengue em 2024: sintomas, cuidados e como evitar

dengue em 2024

No início de 2024, o Brasil enfrenta um preocupante aumento no número de casos de dengue. Segundo o Ministério da Saúde, até o dia 30 de janeiro já foram registrados 217.481 casos, um aumento de 233% em relação ao mesmo período do ano anterior, que contabilizava 65.366 casos. Esse crescimento alarmante pode ser atribuído a diversos fatores, como o clima quente e as chuvas intensas causadas pelo El Niño, além do ressurgimento dos sorotipos 3 e 4 do vírus da dengue no país.

Dengue: uma doença que preocupa

Mas afinal, o que é a dengue? A dengue faz parte de um grupo de doenças chamadas arboviroses e é transmitida pela picada do mosquito Aedes aegypti. Existem quatro sorotipos diferentes do vírus (DENV-1, DENV-2, DENV-3 e DENV-4) que podem causar diferentes formas da doença. Todos estão igualmente susceptíveis a contrair a doença, mas pessoas mais velhas ou com doenças crônicas correm maior risco de desenvolver casos graves e complicações que podem levar à morte.

Leia também:  Black Friday: Dicas para encontrar os melhores preços

Sintomas e prevenção

Os sintomas da dengue nem sempre se manifestam, podendo inclusive ser uma infecção assintomática ou ter um quadro leve. No entanto, é importante ficar atento aos sinais como febre alta (39ºC a 40ºC), dor de cabeça intensa, dor atrás dos olhos, dores musculares e articulares, náuseas, vômitos e manchas vermelhas no corpo. Caso apresente esses sintomas, é fundamental procurar um serviço de saúde para o diagnóstico e tratamento adequados.

O diagnóstico da dengue é realizado principalmente de forma clínica, sem a necessidade de exames específicos. Não existe uma medicação específica para a doença e, na maioria dos casos leves, a cura ocorre espontaneamente após cerca de 10 dias. Recomenda-se repouso relativo, estimular a ingestão de líquidos e evitar o uso de ácido acetilsalicílico. Casos graves ou com sinais de alarme podem exigir internação para o manejo adequado.

Leia também:  Mais de 1,3 mi caíram na malha fina do IR 2023: veja os principais motivos

A prevenção da dengue é crucial e deve ser feita através da eliminação de criadouros do mosquito Aedes aegypti. É essencial evitar acúmulo de água parada em recipientes diversos, como caixas d’água, pneus velhos, garrafas pet, vasos e baldes vazios. Além disso, colocar areia nos pratos das plantas e limpar diariamente as cubas dos bebedouros também são medidas importantes.

Disponibilidade da vacina

Em relação à vacina contra a dengue, desde dezembro de 2023 ela está disponível no Sistema Único de Saúde (SUS). Porém, inicialmente será destinada apenas para adolescentes entre 10 e 14 anos em municípios considerados prioritários devido à alta transmissão do vírus.

DataNúmero de CasosAumento em relação ao ano anterior
30 de janeiro de 2024217.481233%

Sintomas da dengue

  • Febre alta (39ºC a 40ºC)
  • Dor de cabeça intensa
  • Dor atrás dos olhos
  • Dores musculares e articulares
  • Náuseas
  • Vômitos
  • Manchas vermelhas no corpo

Com informações de https://g1.globo.com/saude/noticia/2024/01/30/dengue-sintomas-da-doenca-cuidados-como-evitar-e-vacina-disponivel.ghtml

Meu Piauí

A Meu Piauí é uma revista online que apresenta e valoriza nosso estado, nossa cultura e nossa gente.

Deixe um comentário

Your email address will not be published.

Últimos artigos do Blog