Descrição da imagem
/

Piauí lança maior projeto de hidrogênio verde do mundo, com investimentos de R$ 200 bilhões

hidrogenio verde

O Governo do Piauí, em parceria com as empresas Green Energy Park e Solatio, lançará na sexta-feira (15) os dois maiores projetos de hidrogênio verde do mundo. Essas instalações industriais serão construídas na Zona de Processamento de Exportação (ZPE) do Piauí, localizada em Parnaíba, no litoral do estado.

Investimento de R$ 200 bilhões e geração de 20 mil empregos

Para concretizar esses projetos ambiciosos, a Green Energy Park e a Solatio irão investir cerca de R$ 200 bilhões ao longo dos próximos anos, o que além de resultar na geração de mais de 20 mil empregos, permitirá alcançar uma potência superior a 20GW. Dessa forma, as obras das usinas estão previstas para começarem no final de 2024 e a primeira etapa deverá ser concluída em 2027. Os estágios subsequentes continuarão até 2035.

Esse acontecimento marca o início da participação relevante do Piauí no processo global de transição energética, abrindo um novo capítulo no desenvolvimento do estado. O governador Rafael Fonteles expressou seu entusiasmo com o impacto desses investimentos na economia piauiense e nos benefícios que trarão não apenas para os empreendedores envolvidos, mas também para a população, criando novas oportunidades de negócios, trabalho e renda.

Leia também:  Inscrições abertas para Certificadores do Enem 2023: Saiba como fazer parte da equipe

Piauí como líder na produção de hidrogênio verde

Além disso, o governo espera que o Piauí se torne um local ideal para a instalação de indústrias verdes que visam produzir produtos eco-friendly como aço verde e fertilizantes verdes. Do ponto de vista ambiental, esses projetos terão repercussões significativas em âmbito global.

Essa iniciativa coloca o Piauí como líder no atrativo de investimentos para a produção de hidrogênio verde (H2V), um combustível limpo que desempenhará um papel crucial na substituição dos combustíveis fósseis. Isso está alinhado ao movimento global de descarbonização e enfrentamento das mudanças climáticas.

Negociações internacionais para implementação dos projetos

O governador Rafael Fonteles conduziu pessoalmente as negociações para a implementação desses projetos de hidrogênio verde, realizando sete missões internacionais este ano. Essas viagens tiveram como objetivo demonstrar aos investidores estrangeiros o potencial do Piauí e suas vantagens comparativas na produção de H2V e seus derivados, como a amônia verde.

Leia também:  Dra. Lúcia Santos, presidente do SIMEPI, é primeira mulher piauiense a assumir presidência da Federação Nacional dos Médicos (FENAM) em 50 anos de história.

Entre as vantagens mencionadas pelo governador estão a abundância de recursos naturais como sol, vento e água, bem como a extensa produção de energia eólica e solar. Atualmente, o Piauí se destaca como um dos maiores produtores de energias renováveis no país. Outro diferencial destacado pelo governador é a presença da ZPE do Piauí e o Porto Piauí, que contará com um terminal exclusivo para os derivados de hidrogênio verde.

Hidrogênio verde para atender à demanda europeia

É importante ressaltar que tanto no Brasil quanto na Europa já existem vários compradores interessados nesse combustível inovador. Para atender à demanda europeia, o hidrogênio verde será transportado por meio de amônia verde, utilizando o Porto Piauí como ponto fundamental nesse processo.

Com tudo isso em mente, a parceria entre o Governo do Piauí e as empresas Green Energy Park e Solatio promete trazer um importante impulso econômico para o estado, além de gerar empregos, renda e abrir caminho para uma economia mais verde.

Com informações de https://www.pi.gov.br/noticia/piaui-lanca-maior-projeto-de-hidrogenio-verde-do-mundo-com-investimentos-de-rdollar-200-bilhoes-na-sexta-15

Meu Piauí

A Meu Piauí é uma revista online que apresenta e valoriza nosso estado, nossa cultura e nossa gente.

Deixe um comentário

Your email address will not be published.

Últimos artigos do Blog