///

Yngla Hillary: artista teresinense lança seu Primeiro EP Solo ‘Notas’

Capa do album Notas. Ilustração: Amanita Lunar

A cena musical teresinense ganha destaque com a presença marcante de Yngla Hillary, cantora e compositora de 23 anos, atuando no ramo desde 2018. A jovem artista, apaixonada pela Música Popular Brasileira (MPB), conta com influências que vão desde Cícero até os clássicos Caetano Veloso, Gal Costa e Elis Regina.

A trajetória musical de Yngla começou aos 12 anos, quando ganhou seu primeiro violão do pai. Desde então, ela desenvolveu um amor pela música, encontrando no MPB a forma ideal para expressar seus sentimentos. Sua jornada é marcada por uma melancolia poética nas letras e instrumentais simples, mas carregados de significado.

Yngla, artista piauiense. Foto: arquivo pessoal

Minhas composições são escritas em momentos específicos da minha vida, onde algum sentimento se sobressai sobre os outros. As inspirações vêm dos próprios acontecimentos da vida, principalmente quando envolvem o amor e suas consequências”, revela Yngla. 

Cada música é associada a um período de sua vida, transmitindo momentos felizes e tristes.

Leia também:  Governador lança a 72ª edição da Expoapi, maior feira agropecuária do Nordeste

Em meio a sua trajetória no cenário musical piauiense, a cantora iniciou na banda Florais da Terra Quente, que surgiu em 2018, na cidade de Teresina, combinando as características e estilos dos seus oito integrantes, que conta com cinco criadores de composições e seis vocalistas, entre eles, Yngla, que teve suas composições lançadas com a banda e mesmo com lançamento solo, a artista continua na Florais.

Membros da banda piauiense Florais da Terra Quente. Foto: arquivo pessoal

No início de 2024 a cantora lançou seu primeiro EP solo, intitulado “Notas”, que já conquistou a atenção do público. Yngla compartilha que tem recebido feedbacks positivos desde o lançamento.

Muitas pessoas vieram me falar que gostaram do EP. Mesmo não sendo uma artista de grande renome, fico feliz pelas pessoas que escutaram e falaram comigo. É muito significativo para alguém que começou agora nesse universo da música solo.

Questionada sobre suas expectativas para o futuro, a compositora expressa o desejo de alcançar mais pessoas com sua música.

Quero que tudo isso chegue a mais pessoas na esperança de que elas gostem do que eu tenho a contribuir para a arte aqui em Teresina.

Com sua autenticidade e paixão pela música, ela promete continuar encantando o público teresinense e além, levando consigo a emoção e a profundidade de suas composições que refletem a beleza e complexidade da vida.

Leia também:  HGV se torna referência em 'Cuidados Paliativos' e promove qualidade de vida aos pacientes

Sane Araujo

Jornalista e pesquisadora, formada em Comunicação Social pela Universidade Federal do Piauí.

Deixe um comentário

Your email address will not be published.

Últimos artigos do Blog