/

Acordo garante 30% de alimentação escolar da agricultura familiar

Acordo garante 30% de alimentação escolar da agricultura familiar

O governo federal assinou um Acordo de Cooperação Técnica entre ministérios para garantir que pelo menos 30% da alimentação na rede pública de ensino seja proveniente da agricultura familiar. A medida visa combater a fome e a obesidade, problemas que afetam muitos brasileiros, especialmente crianças e jovens em idade escolar.

O Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) é uma iniciativa importante para garantir a segurança alimentar no país e, com o aumento do financiamento federal no início deste ano, o programa alcançou o montante de R$ 5,5 bilhões. Além disso, pelo menos 75% dos recursos utilizados pelo PNAE serão destinados à aquisição de alimentos in natura ou minimamente processados.

A escola é um dos poucos lugares onde muitas crianças e jovens conseguem realizar suas refeições diárias. São 40 milhões de estudantes que todos os dias vão à escola em todo o Brasil, e às vezes ela é o único lugar onde podem se alimentar adequadamente. Por isso, o objetivo do governo é promover a segurança nutricional para os estudantes.

Além disso, o governo relançou o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), cujo objetivo é ampliar o acesso à alimentação saudável e incentivar a produção local, promovendo o desenvolvimento econômico e social das comunidades rurais. O programa gera emprego e renda ao realizar a compra e aquisição de alimentos produzidos pelos agricultores familiares e contribui para combater a fome e a desnutrição ao repassar esses alimentos saudáveis para famílias em situação de vulnerabilidade social, escolas e outros equipamentos públicos.

Leia também:  Hospital em Esperantina Realiza Cirurgias Urológicas Minimamente Invasivas

O governo tem como meta tirar novamente o Brasil do mapa da fome, tirar as pessoas da insegurança alimentar e nutricional, tirar as pessoas da extrema pobreza e fazer crescer a classe média. Segundo dados de acompanhamento do estado nutricional do Programa Bolsa Família, do total de 3,1 milhões de crianças menores de cinco anos avaliadas, 8,3% apresentavam baixo peso, 14% baixa estatura e 16% excesso de peso. Entre mais de 518 mil gestantes, 11% apresentavam baixo peso e 45% excesso de peso.

A garantia de alimentos saudáveis nas escolas por meio do PNAE é reconhecida pela FAO (Agência da ONU para a Alimentação e Agricultura) como um dos programas que ajudaram o Brasil a sair do mapa da fome em 2014.

Leia também:  Lula afirma que 'trilhões' gastos com armas deveriam ser usados contra fome e mudança climática, na COP 28
Fatos importantes
33 milhões de brasileiros passam fome.
Crianças e jovens em idade escolar sofrem com desnutrição ou baixa estatura e excesso de peso ou obesidade.
Acordo de Cooperação Técnica entre ministérios para garantir que pelo menos 30% da alimentação na rede pública de ensino seja proveniente da agricultura familiar.
Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) teve aumento do financiamento federal no início do ano, alcançando o montante de R$ 5,5 bilhões.
Pelo menos 75% dos recursos utilizados no âmbito do PNAE serão destinados à aquisição de alimentos in natura ou minimamente processados.
Governo relançou o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) para ampliar o acesso à alimentação saudável e incentivar a produção local.
Meta do governo é tirar novamente o Brasil do mapa da fome e promover a segurança nutricional para os estudantes.
Programa Bolsa Família apresenta dados preocupantes sobre o estado nutricional das crianças e gestantes.
Iniciativa do governo é reconhecida pela FAO como um dos programas que ajudaram o Brasil a sair do mapa da fome em 2014.

Com informações de https://www.gov.br/mds/pt-br/noticias-e-conteudos/desenvolvimento-social/noticias-desenvolvimento-social/acordo-interministerial-vai-garantir-30-da-alimentacao-nas-escolas-proveniente-da-agricultura-familiar

Meu Piauí

A Meu Piauí é uma revista online que apresenta e valoriza nosso estado, nossa cultura e nossa gente.

Deixe um comentário

Your email address will not be published.

Últimos artigos do Blog