/

Brasil assume presidência do Conselho de Segurança da ONU e pauta paz e igualdade de gênero

Brasil conselho de segurança onu

O Brasil assume neste domingo (1º) a presidência do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU). Esse evento é um marco importante que busca destacar o papel das mulheres na prevenção e resolução de conflitos, bem como em operações de paz. De acordo com o Ministério das Relações Exteriores (MRE), o objetivo do mandato, que vai até dezembro, é abordar questões relacionadas à paz e igualdade de gênero.

O Conselho de Segurança da ONU é composto por 15 países, sendo cinco com cadeiras permanentes (China, Estados Unidos, França, Reino Unido e Rússia) e 10 posições rotativas. A presidência é alternada entre todos os membros.

O Brasil se destaca como o país em desenvolvimento que foi eleito para ocupar uma posição rotativa no conselho 11 vezes. Após um hiato de 10 anos, o Brasil venceu a última eleição em 2021 e seu mandato começou no ano passado, encerrando-se em dezembro deste ano. Vale ressaltar que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva tem defendido a incorporação permanente do Brasil ao grupo, mas essa discussão ainda está em progresso.

Leia também:  Casamentos e Divórcios em Alta: Uniões Homoafetivas Disparam

Recentemente, o Brasil condicionou seu apoio à ampliação do Brics ao suporte dos países do grupo à proposta brasileira de reforma do Conselho de Segurança da ONU, que incluiria vagas fixas também para África do Sul e Índia. Lula também criticou a falta de reformas no Conselho durante seu discurso na Assembleia Geral da ONU.

Quanto ao uso da presidência do conselho para avançar nessa questão, o embaixador Carlos Márcio Cozendey afirmou que ainda não há indicação nesse sentido. No entanto, é importante entender o papel do Conselho de Segurança da ONU.

O Conselho de Segurança foi criado em 1946 e tem como missões principais a manutenção da paz e segurança internacional, o desenvolvimento de relações amistosas entre as nações, a cooperação na resolução de problemas internacionais e promoção dos direitos humanos. Em crises, os integrantes do conselho podem estabelecer diretrizes para solucionar conflitos, enviar missões e iniciar investigações. Em casos mais graves, o conselho pode promover cessar-fogo, enviar forças de paz ou até mesmo aplicar sanções ou ações militares coletivas.

Leia também:  Descubra o recorde de restituição IR 2024: Acesse já o mega lote

Além do Brasil, outros países como Gabão, Gana, Emirados Árabes Unidos, Albânia, Equador, Japão, Malta, Moçambique e Suíça são atuais ocupantes das posições rotativas no conselho. É importante ressaltar que os cinco membros permanentes possuem poder de veto sobre as resoluções propostas pelo conselho.

Com a presidência do Brasil no Conselho de Segurança da ONU neste momento crucial da história mundial, espera-se que sejam debatidas questões relacionadas à paz e igualdade de gênero, buscando um futuro mais estável e equilibrado para todos os países envolvidos.

Notícia
O Brasil assume a presidência do Conselho de Segurança da ONU
– Destaque para o papel das mulheres na prevenção e resolução de conflitos
– Mandato vai até dezembro e abordará questões de paz e igualdade de gênero
O Conselho de Segurança é composto por 15 países
– Cinco com cadeiras permanentes: China, EUA, França, Reino Unido e Rússia
– Brasil se destaca como país em desenvolvimento com 11 mandatos rotativos
– Presidente Lula defende incorporação permanente do Brasil ao grupo
Brasil condiciona apoio à ampliação do Brics à reforma do Conselho
– Proposta inclui vagas fixas para África do Sul e Índia
– Lula critica falta de reformas no Conselho durante discurso na ONU
Presidência do Brasil ainda não indica avanço nessa questão
O Conselho de Segurança da ONU tem missões principais:
– Manutenção da paz e segurança internacional
– Desenvolvimento de relações amistosas entre as nações
– Cooperação na resolução de problemas internacionais e promoção dos direitos humanos
– Pode estabelecer diretrizes, enviar missões e iniciar investigações em crises
– Pode promover cessar-fogo, enviar forças de paz e aplicar sanções ou ações militares coletivas
Outros países ocupam posições rotativas no conselho
– Gabão, Gana, Emirados Árabes Unidos, Albânia, Equador, Japão, Malta, Moçambique e Suíça
– Membros permanentes têm poder de veto sobre resoluções propostas
Presidência do Brasil busca debater paz e igualdade de gênero

Com informações de https://g1.globo.com/politica/quiz/brasil-assume-presidencia-do-conselho-de-seguranca-da-onu-e-quer-pautar-paz-e-igualdade-de-genero.ghtml

Meu Piauí

A Meu Piauí é uma revista online que apresenta e valoriza nosso estado, nossa cultura e nossa gente.

Deixe um comentário

Your email address will not be published.

Últimos artigos do Blog