Descrição da imagem
//

Conheça Wilson Seraine, piauiense que conquistou o Prêmio Profissionais da Música na categoria Literatura em 2023

O escritor piauiense Wilson Seraine foi laureado com o Prêmio Profissionais da Música (PPM) na categoria Literatura – Livros Infantis pelo seu trabalho intitulado “Os bichinhos de Luiz Gonzaga”. Essa conquista representa o reconhecimento do talento e da criatividade do autor, que através de sua obra transporta as crianças para um universo encantador, permeado pelos personagens inspirados nas músicas e na vida do renomado músico brasileiro Luiz Gonzaga.

O livro “Os bichinhos de Luiz Gonzaga” combina literatura e música, oferecendo uma narrativa envolvente e educativa para os pequenos leitores. Através dessa obra, Wilson Seraine contribui para a disseminação da cultura nordestina e valorização do legado deixado por Luiz Gonzaga.

Essa premiação é um marco na carreira do escritor piauiense, evidenciando sua habilidade em criar histórias cativantes e relevantes para o público infantil. 

Sobre o autor 

Wilson Seraine é um profissional engajado em diversas áreas. Sua formação acadêmica inclui uma graduação em Licenciatura Plena em Física pela Universidade Federal do Piauí (UFPI), um mestrado em Ensino de Ciências e Matemática pela Universidade Luterana do Brasil (ULBRA-RS).

Além de sua carreira como professor de física no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí (IFPI), Wilson Seraine também se destaca como autor de 14 livros, abrangendo os segmentos de educação e cultura popular. Sua contribuição literária reflete seu conhecimento e experiência, compartilhando seu aprendizado e pesquisas de forma acessível e enriquecedora.

O escritor também está envolvido em importantes instituições e projetos culturais. Ele é membro da Academia Piauiense de Literatura de Cordel, uma organização dedicada à preservação e promoção da rica tradição literária do cordel. Além disso, o artista integra o Conselho Estadual de Cultura do Estado do Piauí, no qual sua expertise e visão são valorizadas para contribuir com o desenvolvimento cultural da região.

Como presidente da 1ª Colônia Gonzaguiana do Brasil, localizada em Teresina, Wilson Seraine exerce um papel fundamental na preservação e celebração do legado artístico de Luiz Gonzaga, o Rei do Baião. 

Leia também:  Processo seletivo para estágio na Rede Municipal de Teresina está com inscrições abertas

Ele também apresenta o programa semanal “A Hora do Rei do Baião” na FM Cultura de Teresina, uma oportunidade de compartilhar a música e a história desse importante ícone da cultura brasileira.

A trajetória de Wilson Seraine reflete sua dedicação em múltiplas áreas, combinando sua paixão pela educação, cultura popular e divulgação científica. 

Sobre o livro

O livro dos bichinhos de Luiz Gonzaga surgiu muito antes da ideia dele. Na época em que era estudante do ensino fundamental e médio, o escritor percebia que todos os animais que apareciam nos livros de ciências eram leões, elefantes, girafas, tigres – animais que não fazem parte da fauna brasileira. Isso o incomodava profundamente. Como professor de física, sentia-se incomodado e viu-se como um escritor capaz de abordar esse tema.

Em 2017, ele lançou um livro infantil intitulado “A Festa do Asa Branca”, que tratava de pássaros cantados por Luiz Gonzaga. Era uma história fabulosa, com pássaros mencionados nas músicas do Rei do Baião. 

O livro foi bem recebido e despertou nele a vontade de expandir essa proposta. Não se tratava de uma continuação, mas sim de seguir a mesma linha e criar um novo trabalho com outros animais da fauna brasileira.

Ele selecionou uma série de animais pouco conhecidos, como o tatupeba, o tatu-bola, e pirarucu. Esses animais eram raramente abordados nos livros, e ele viu a oportunidade de trazer mais conhecimento sobre eles por meio de um novo livro. 

Decidiu convidar o ilustrador Joan Oliveira, conhecido por suas belas ilustrações, para colaborar no projeto. Joan ficou responsável pela criação da capa e de algumas ilustrações internas, contribuindo para a visualização dos animais retratados.

Leia também:  Nova Maternidade Dona Evangelina Rosa: O Maior Investimento em Saúde do Piauí em 50 Anos

O autor optou por escrever o livro em versos, em forma de quadras, uma vez que queria transmitir a mensagem de forma mais poética e lúdica. Apesar de ser sua primeira incursão na escrita em verso, ele contou com a colaboração de Pedro Sampaio, um cordelista e jornalista de Fortaleza, com quem já havia trabalhado anteriormente. Pedro ajudou com algumas revisões nas quadras, aprimorando ainda mais a qualidade poética do texto.

Assim, o livro foi lançado. Com suas ilustrações encantadoras e versos curtos, tornou-se facilmente acessível para crianças do ensino fundamental. A participação do autor no Prêmio Profissionais da Música, na categoria de livro infantil ligado à música, trouxe uma agradável surpresa. 

“Receber esse prêmio é uma conquista significativa, pois representa o reconhecimento do talento, dedicação e excelência na área da música e literatura. Ele valoriza o trabalho realizado por artistas e profissionais que se dedicam a promover e disseminar a cultura musical em suas diferentes formas. Além disso, o Prêmio Profissionais da Música também proporciona visibilidade nacional, possibilitando que os premiados alcancem um público mais amplo e fortaleçam sua carreira e trajetória no cenário musical brasileiro” afirma o escritor.

Prêmio Profissionais da Música (PPM)

O Prêmio Profissionais da Música é conhecido por sua abrangência, contemplando diversas categorias que envolvem música, literatura, rádio, TV, mídias sociais e muito mais. 

Em sua sétima edição realizada em 2023, é reconhecido como uma das mais importantes e abrangentes premiações do setor musical no Brasil. A premiação busca destacar e valorizar diversos segmentos da indústria musical, promovendo o reconhecimento de profissionais e projetos de destaque.

Neste ano, o PPM colocou a cultura popular em evidência, ressaltando a importância e a riqueza desse patrimônio cultural brasileiro. Ao dar destaque à cultura popular, o prêmio contribui para o fortalecimento e a valorização das tradições e expressões artísticas presentes em diferentes regiões do país.

Sane Araujo

Jornalista e pesquisadora, formada em Comunicação Social pela Universidade Federal do Piauí.

Deixe um comentário

Your email address will not be published.

Últimos artigos do Blog