Descrição da imagem
/

Correios abre inscrições para o 53º Concurso Internacional de Cartas

Escolas públicas e privadas de todo o Brasil podem realizar as inscrições para o 53º Concurso Internacional de Redação de Cartas, que iniciaram na quarta-feira (21/02), realizado no Brasil pelos Correios e voltado para estudantes de até 15 anos.

O tema deste ano é: “Escreva uma carta para as futuras gerações sobre o mundo que você gostaria que elas herdassem”. As inscrições, que vão até o dia 22 de março, devem ser realizadas pelas escolas que selecionam, entre as redações de seus estudantes, até duas cartas para representá-las.

O Concurso Internacional de Redação de Cartas para Jovens é promovido anualmente pela União Postal Universal (UPU), agência especializada da Organização das Nações Unidas (ONU) que coordena políticas e serviços postais entre as nações e o sistema postal internacional, e tem o objetivo de fomentar a escrita e a alfabetização, incentivando a expressão da criatividade e o desenvolvimento dos conhecimentos linguísticos de crianças e adolescentes.

No Brasil, a realização do concurso fica a cargo dos Correios e é desenvolvido em três fases: escolar, estadual e nacional. A primeira melhor redação de cada estado segue para a fase nacional, onde serão selecionadas as três melhores cartas. A primeira colocada irá representar o Brasil na fase internacional, que fica a cargo da UPU.

Leia também:  Ministério da Cultura aprova plano de ação da Lei Paulo Gustavo em Teresina

Premiação

O estudante autor da melhor redação na fase nacional recebe prêmio de R$ 10 mil em dinheiro e sua escola, R$ 10,5 mil. O segundo e o terceiro colocados da etapa nacional também recebem premiação, de R$ 8 mil e R$ 6 mil, respectivamente – e suas escolas recebem R$ 10,5 mil, R$ 8,5 mil e R$ 6,5 mil.

Na fase regional, o prêmio é de R$ 2,3 mil para o autor da melhor redação e de R$ 2,5 mil para sua escola.

Histórico – O Brasil é o segundo país mais bem colocado, com 3 medalhas de ouro (1972, 1988 e 2006), 2 de prata (1978 e 1980), 2 medalhas de bronze (1992 e 2015) e 6 menções honrosas (2009, 2012, 2016, 2017, 2018 e 2023). O país só fica atrás da China, que possui 5 medalhas de ouro.

Na última edição, em 2023, foram 2.482 cartas encaminhadas, sendo 1.309 escolas participantes. Destas, 397 eram de particulares e 912, públicas.

O Brasil ganhou menção honrosa com a carta de Edinayana Costa Sarmento, aluna da escola pública C.E. EM Presidente Fernando Henrique, de Monte Alegre, no Pará. A carta vencedora da etapa internacional foi de uma estudante do Quênia.

Leia também:  Defesa Civil e Fundação Nossa Senhora da Paz unidas por uma Teresina mais segura

Por meio do Concurso Internacional de Redação de Cartas, os Correios fortalecem sua atuação como agentes públicos do governo federal, por meio de ações voltadas para a educação de jovens, e reforçando o importante papel de responsabilidade social que a estatal vem desenvolvendo junto à sociedade.

Sobre os Correios

Os Correios, líderes no segmento logístico e de entrega de encomendas no Brasil e responsáveis pela atividade postal nacional, são uma empresa pública moderna, com a missão de promover a integração nacional, contribuindo com o governo no desenvolvimento socioeconômico, conectando pessoas, instituições e negócios.

Com mais de 360 anos de história e presente em 100% dos municípios do País, a estatal possui a maior infraestrutura logística da América Latina: uma rede de atendimento de mais de 10 mil agências, mais de 8 mil unidades operacionais, 23 mil veículos e 87 mil empregadas e empregados diretos.

Para mais informações, acesse: www.correios.com.br

Sane Araujo

Jornalista e pesquisadora, formada em Comunicação Social pela Universidade Federal do Piauí.

Deixe um comentário

Your email address will not be published.

Últimos artigos do Blog