Descrição da imagem
//

HEDA é classificado como hospital de alta conformidade pela Anvisa

foto: divulgação

Com índice de 86% na Avaliação Nacional das Práticas de Segurança do Paciente 2023, HEDA está entre melhores os hospitais prioritários com leitos de UTI do país

Cinco hospitais da rede pública estadual de saúde foram classificados pela Anvisa – Agência Nacional de Vigilância Sanitária como de alta conformidade, na Avaliação Nacional das Práticas de Segurança do Paciente 2023. Entre eles está o HEDA – Hospital Estadual Dirceu Arcoverde, em Parnaíba (PI), sob gestão do ISAC – Instituto Saúde e Cidadania.

São classificados em alta conformidade os hospitais que atingiram, no mínimo, 67% dos critérios determinados pela Anvisa, como implantação e cumprimento de protocolos de identificação do paciente, administração de medicamentos, prevenção de infecções, cirurgia segura, higienização das mãos, entre outros. E o HEDA alcançou o índice de 86% na avaliação anual de práticas de Segurança do Paciente.

O resultado reflete o compromisso do hospital em proporcionar um cuidado mais seguro para os usuários do SUS – Sistema Único de Saúde que necessitam dos serviços de urgência e emergência de alta e média complexidade, segundo afirma Dr. Carlos Teixeira, diretor técnico do HEDA.

Estamos muito felizes e orgulhosos em ser reconhecidos como um hospital de alta confiabilidade em prol da segurança do paciente e pela colaboração de todos os nossos colaboradores, declarou Dr. Carlos Teixeira.

Para Patrícia Linhares, supervisora do NSP – Núcleo de Segurança do Paciente, o resultado é fruto das ações desenvolvidas entre NSP e CCIRAS – Comissão de Controle de Infecções Relacionadas à Assistência à Saúde, que:

demonstra acima de tudo o comprometimento de uma equipe que busca melhorar a qualidade da assistência em seguir, sempre, as boas práticas de seguir

O relatório da avaliação nacional foi divulgado na sexta-feira (5) e participaram todos os 25 hospitais prioritários com leitos de UTI – Unidade de Terapia Intensiva no Piauí.
Deste grupo, 16 hospitais foram classificados em alta conformidade, sendo cinco da rede estadual de saúde: HEDA; HPM – Hospital Dirceu Arcoverde da Polícia Militar; HGV – Hospital Getúlio Vargas; HILP – Hospital Infantil Lucídio Portela; e Instituto de Doenças Tropicais Natan Portela.

Leia também:  Papa Francisco aprova bênção a casais do mesmo sexo desde que não façam parte de rituais ou liturgias

Segurança e qualidade no atendimento

A Avaliação Nacional das Práticas de Segurança do Paciente é realizada anualmente, de forma voluntária, pelos serviços de saúde, por meio do preenchimento do formulário eletrônico disponibilizado pela Anvisa e sob coordenação das vigilâncias sanitárias estaduais. No Piauí, o monitoramento é realizado pela DIVISA – Diretoria de Vigilância Sanitária do Piauí.

Com a participação dos hospitais é possível os serviços analisarem suas práticas assistenciais, permitindo o aprimoramento dos seus conhecimentos e o planejamento das ações de melhoria em cada um dos serviços de forma contínua, independente da sua classificação final.

O resultado foi comemorado por Dirceu Campelo, superintendente de Gestão da Rede de Média e Alta Complexidade da Sesapi – Secretaria de Estado da Saúde do Piauí, que destacou a importância da avaliação para os hospitais da rede estadual.

Este é um compromisso contínuo do Governo do Estado, em buscar medidas seguras e de qualidade para que possamos estar sempre levando melhorias aos serviços de saúde oferecidos à população do estado, afirmou Dirceu Campelo.

Destaque também para a adesão de 100% dos hospitais prioritários com leitos de UTI do Piauí na avaliação.

É a 7ª vez consecutiva que o Piauí atinge este resultado com seus hospitais, ressalta Leila Santos, superintendente de Atenção aos Municípios da Sesapi. A nossa Vigilância Sanitária faz um trabalho incansável durante todo o ano para que as unidades de saúde participem da avaliação, conclui.

Sobre o HEDA

O Hospital Estadual Dirceu Arcoverde é custeado pelo Governo do Estado do Piauí e está sob gestão compartilhada do ISAC. Possui 278 leitos de internação e observação, oferece mais de 20 especialidades clínicas e cirúrgicas, e atende os casos de média e alta complexidade de urgência e emergência em seus três prontos-socorros: adulto, pediátrico e obstétrico. Em 2022, foi selecionado para participar do sexto ciclo do Projeto Lean nas Emergências e ficou entre os cinco hospitais do Brasil com o melhor desempenho.

Leia também:  Onda de calor pesa no bolso: especialistas dão dicas para economizar energia

Sobre o ISAC

O Instituto Saúde e Cidadania é uma organização social sem fins lucrativos com sede em Brasília (DF) e que gerencia unidades de pronto atendimento (UPAs), ambulatórios, multicentros de saúde, espaço saúde e hospitais. É a primeira OS do Norte e Nordeste – e a segunda da América Latina – a ser acreditada internacionalmente em Rede de Atenção à Saúde com o selo Acreditado Diamante da Qmentum Internacional.

Sane Araujo

Jornalista e pesquisadora, formada em Comunicação Social pela Universidade Federal do Piauí.

Deixe um comentário

Your email address will not be published.

Últimos artigos do Blog