/

Hospital Getúlio Vargas realiza primeira cirurgia acordada para desobstrução de veia carótida.

hospital

No Hospital Getúlio Vargas (HGV) foi realizado um procedimento médico inovador esta semana. Trata-se da primeira endarterectomia de carótida com paciente acordado. Essa intervenção cirúrgica complexa só foi possível graças a uma equipe altamente especializada, composta por cirurgiões vasculares, anestesistas e outros profissionais da área de saúde.

O paciente submetido à cirurgia tem 60 anos de idade e já está se recuperando bem, tendo recebido alta da Unidade de Terapia Intensiva (UTI). O motivo para a realização desse procedimento é que o paciente havia sofrido um Acidente Vascular Cerebral (AVC) e era necessário remover a placa que obstruía o fluxo sanguíneo na artéria carótida, responsável por levar sangue ao cérebro.

Para realizar a endarterectomia, os cirurgiões fizeram uma incisão no pescoço do paciente, especificamente na região afetada pela obstrução. A artéria carótida foi aberta e a placa obstrutiva foi removida. Após esse processo, a artéria foi fechada novamente para permitir o fluxo normal de sangue ao cérebro.

Leia também:  Hospitais públicos do Piauí estão na lista positiva da Anvisa

A opção pela técnica do paciente acordado foi feita pelo médico Rodrigo Norões. Essa escolha se deve à possibilidade de monitorar o paciente adequadamente enquanto ele está consciente durante o procedimento. Além disso, permite uma rápida resposta caso ocorra alguma complicação local.

Nirvania Carvalho, diretora-geral do HGV, destaca que as intervenções realizadas no hospital estão cada vez mais complexas e que os resultados obtidos são comparáveis aos dos melhores centros médicos do Brasil. Ela ressalta que somente com equipamentos modernos e profissionais especializados e comprometidos é possível alcançar esses avanços.

Dirceu Campêlo, superintendente de Média e Alta Complexidade da Secretaria de Saúde do Piauí (Sesapi), afirma que o HGV se tornou uma referência em alta complexidade no estado. Ele destaca também a meta de expandir ainda mais os serviços prestados pelo hospital.

Leia também:  Seduc homenageia estudantes e escolas na cerimônia da 17ª Obmep
Notícia
No Hospital Getúlio Vargas (HGV), localizado no estado do Piauí, foi realizado um procedimento médico inovador esta semana. Trata-se da primeira endarterectomia de carótida com paciente acordado.
O paciente submetido à cirurgia tem 60 anos de idade e já está se recuperando bem, tendo recebido alta da Unidade de Terapia Intensiva (UTI).
A endarterectomia foi realizada para remover a placa que obstruía o fluxo sanguíneo na artéria carótida, responsável por levar sangue ao cérebro.
A técnica do paciente acordado foi escolhida para permitir o monitoramento adequado durante o procedimento.
O Hospital Getúlio Vargas busca oferecer tratamentos avançados e complexos à população do Piauí.

Com informações de https://www.pi.gov.br/noticias/hgv-realiza-primeira-cirurgia-para-retirada-de-placa-de-gordura-na-veia-carotida-com-paciente-acordado/

Meu Piauí

A Meu Piauí é uma revista online que apresenta e valoriza nosso estado, nossa cultura e nossa gente.

Deixe um comentário

Your email address will not be published.