/

Ministério da Saúde abre consulta pública para vacina da dengue no SUS

vacina da dengue

O Ministério da Saúde anunciou hoje, dia 7 de dezembro, a abertura de uma consulta pública referente à proposta de adição da vacina contra a dengue ao Sistema Único de Saúde (SUS). O imunizante em questão, chamado Qdenga, já está sendo avaliado pela Comissão Nacional de Incorporações de Tecnologias no SUS (Conitec).

De acordo com informações divulgadas pela pasta, durante uma reunião realizada ontem, dia 6, levando em consideração o cenário epidemiológico atual, a comissão recomendou inicialmente a incorporação da vacina em localidades e público prioritários que serão determinados pelo Programa Nacional de Imunizações. Essa definição levará em conta as regiões onde a incidência e transmissão da doença são maiores, assim como as faixas etárias mais suscetíveis aos agravamentos causados pela dengue.

É importante ressaltar que a restrição do público-alvo também leva em consideração a capacidade de fornecimento de doses por parte do fabricante. A recomendação feita pela Conitec está condicionada à proposta de redução de preço por parte da empresa responsável. Apesar do desconto inicialmente oferecido, o valor por dose ainda é considerado alto pelo governo federal, sendo duas vezes maior que o das vacinas mais caras já incluídas no programa.

Leia também:  Presidente Lula sanciona lei e programa Minha Casa, Minha Vida retorna com mudanças

A demanda para análise dessa tecnologia foi submetida pela fabricante japonesa Takeda Pharma, responsável pelo desenvolvimento da vacina Qdenga. Segundo os dados avaliados pela comissão, houve uma eficácia geral na redução da hospitalização em 84% dos casos de dengue.

Para poder propor uma estratégia nacional de vacinação, o Ministério da Saúde questionou a quantidade de doses que poderia ser fornecida ao SUS. O laboratório afirmou que seria possível entregar 8,5 milhões de doses no primeiro ano e um total acumulado de 50 milhões em cinco anos, o que impõe restrições sobre o público a ser atendido.

Vale ressaltar que todas as recomendações feitas pela Conitec são submetidas à consulta pública pelo período de 20 dias. No entanto, considerando a projeção epidemiológica para o próximo verão, com a possibilidade de aumento nos casos de dengue, a consulta ficará aberta por apenas 10 dias. Após esse período, as sugestões serão organizadas e avaliadas pela comissão, que emitirá uma recomendação final.

Leia também:  Senado Aprova Cartão Reconstruir Após Tragédia no RS

Caso a incorporação seja aprovada, a vacina Qdenga deverá ser aplicada em duas doses, com um intervalo de três meses entre elas. Essa medida visa garantir uma maior eficácia da vacinação contra a dengue.

Com informações de https://agenciabrasil.ebc.com.br/saude/noticia/2023-12/saude-abre-consulta-publica-sobre-inclusao-de-vacina-da-dengue-no-sus

Meu Piauí

A Meu Piauí é uma revista online que apresenta e valoriza nosso estado, nossa cultura e nossa gente.

Deixe um comentário

Your email address will not be published.

Últimos artigos do Blog