Descrição da imagem
/

Semcaspi realiza visitas domiciliares para verificar frequência escolar de beneficiários do BPC

Semcaspi realiza visitas domiciliares para verificar frequência escolar de beneficiários do BPC
Foto (Ascom/Semcaspi)

A Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi) está realizando visitas domiciliares em Teresina para verificar as condições educacionais de pessoas com deficiência beneficiárias do Benefício de Prestação Continuada (BPC). As visitas foram iniciadas no mês de março deste ano após demanda do Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social e Combate à Fome. O objetivo é entender quais barreiras impedem que essas pessoas frequentem a escola.

As entrevistas estão sendo feitas pelas servidoras da Semcaspi identificadas por crachá. De acordo com Allan Cavalcante, secretário da Semcaspi, é importante que as famílias recebam as servidoras para efetuar a entrevista social. No entanto, ele destaca que sabe que não se pode abrir a porta das casas para qualquer pessoa. “O principal objetivo é saber quais são os principais impedimentos para que aquela pessoa esteja fora da escola”, pontuou.

Programa BPC na Escola busca garantir acesso à educação para pessoas com deficiência

A sistemática de visitação domiciliar foi proposta pelo Governo Federal por meio do Programa BPC na Escola. A contratação dos entrevistadores ocorreu por processo seletivo para aplicação de questionários durante um tempo determinado. Cinco entrevistadoras foram selecionadas para iniciar o trabalho na capital. O Governo Federal cadastrou as residências a receberem as visitas da Semcaspi no sistema do Programa BPC na Escola.

Leia também:  Reforma tributária propõe corte de 50% em tributos de educação e saúde

O programa tem como objetivo promover a melhoria da qualidade de vida e dignidade das pessoas com deficiência até 18 anos, beneficiárias do BPC, garantindo o acesso e permanência na escola através de ações articuladas entre o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, o Ministério da Educação, o Ministério da Saúde e as Prefeituras Municipais.

Inclusão escolar é um direito básico e deve ser acessível a todos

A iniciativa visa garantir que todas as pessoas tenham acesso à educação de qualidade, inclusiva e sem preconceitos. É importante lembrar que a educação é um direito básico e deve ser acessível a todos, independentemente de suas condições físicas ou mentais.

As visitas domiciliares são importantes para compreender quais são as demandas de cada família e assim traçar políticas públicas mais eficazes para garantir que essas pessoas recebam uma educação adequada às suas necessidades.

Leia também:  Teatro João Paulo II abre inscrições para oficinas de dança, teatro e música

É fundamental que os responsáveis pelas residências recebam as servidoras da Semcaspi para realização das entrevistas, pois isso contribuirá para uma melhor compreensão das condições educacionais dessas pessoas. Dessa forma, esperamos que o Programa BPC na Escola possa contribuir para a promoção da igualdade e inclusão escolar encerrando as desigualdades sociais através do acesso à educação.

Notícia: A Semcaspi realiza visitas domiciliares em Teresina para verificar as condições educacionais de pessoas com deficiência beneficiárias do BPC
Data: Março de 2021
Objetivo: Identificar as barreiras que impedem que essas pessoas frequentem a escola
Iniciativa: Programa BPC na Escola
Contratação: Processo seletivo para entrevistadores
Beneficiários: Pessoas com deficiência até 18 anos beneficiárias do BPC
Parcerias: Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Ministério da Educação, Ministério da Saúde e Prefeituras Municipais
Importância: Promover a inclusão escolar e garantir o acesso à educação de qualidade para todos

Com informações de https://pmt.pi.gov.br/2023/04/14/semcaspi-inicia-visitas-domiciliares-de-beneficiarios-do-bpc-que-estao-fora-da-escola/

Meu Piauí

A Meu Piauí é uma revista online que apresenta e valoriza nosso estado, nossa cultura e nossa gente.

Deixe um comentário

Your email address will not be published.

Últimos artigos do Blog