/

Vacina Brasileira Contra Dependência de Cocaína Recebe Prêmio Internacional

Vacina contra cocaína

Uma equipe de cientistas da Universidade Federal de Minas Gerais está desenvolvendo a vacina Calixcoca, uma alternativa terapêutica promissora para combater a dependência de cocaína e crack. A vacina tem como objetivo inibir os efeitos dessas drogas no cérebro e auxiliar os usuários a abandonarem o vício. Recentemente, o projeto recebeu um prêmio internacional de 500 mil euros da Eurofarma para dar continuidade aos estudos.

A Calixcoca funciona estimulando o sistema imunológico do dependente químico a produzir anticorpos que se ligam à droga e impedem sua entrada no cérebro. Dessa forma, busca-se bloquear a sensação gratificante que a cocaína provoca quando ativa a região do cérebro conhecida como “área de recompensa”. A quebra desse ciclo aumenta as chances de os usuários conseguirem se livrar da substância.

Nos testes realizados com camundongos até agora, os pesquisadores observaram uma alta produção de anticorpos contra a cocaína e poucos efeitos colaterais após a vacinação. Além disso, descobriu-se que o imunizante protege fetos de camundongos da cocaína, o que pode ser promissor para gestantes com problemas de dependência.

Leia também:  Assembleia Legislativa do Piauí aprova projeto de lei para combater a violência doméstica

Diferentemente de projetos semelhantes nos Estados Unidos, que não obtiveram continuidade devido aos resultados insuficientes nos ensaios clínicos, a Calixcoca é o primeiro projeto do tipo na América Latina. Caso os testes clínicos comprovem sua eficácia e ela obtenha aprovação da ANVISA, será a primeira vacina anticocaína e antidrogas utilizada como medicamento.

Atualmente, não há um tratamento específico registrado para a dependência de cocaína ou crack. São utilizadas abordagens psicológicas, assistência social e, em alguns casos, a internação. A vacina Calixcoca funcionaria como um complemento dessas estratégias multidisciplinares, ajudando os dependentes a evitar recaídas imediatas após sair dos centros de reabilitação.

É importante ressaltar que essa vacina não seria uma “panaceia” para todos os usuários. O público-alvo ainda será definido com mais precisão após os ensaios clínicos, mas em princípio seriam os pacientes em abstinência e motivados a continuar livres das drogas.

Leia também:  Piauiense Brilha e Garante Vaga em Nobel Jovem de Ciência na Suécia!

As expectativas em torno da Calixcoca são altas no Brasil, que é o segundo maior consumidor de cocaína no mundo. Mais de três mil pessoas já entraram em contato com a equipe de pesquisa da Universidade Federal de Minas Gerais para se voluntariar nos testes. Com o financiamento recebido, espera-se que o estudo avance e traga resultados promissores no combate à dependência química.

Notícia
Pesquisa brasileira desenvolve vacina Calixcoca para combater dependência de cocaína e crack
A vacina estimula o sistema imunológico a produzir anticorpos que bloqueiam os efeitos das drogas no cérebro
Projeto recebeu prêmio internacional de 500 mil euros da Eurofarma para continuidade dos estudos
Testes em camundongos mostraram alta produção de anticorpos e poucos efeitos colaterais
Vacina pode proteger fetos de camundongos da cocaína, o que é promissor para gestantes com dependência
Calixcoca é o primeiro projeto do tipo na América Latina e pode se tornar a primeira vacina anticocaína aprovada
Tratamento atual para dependência química não possui registro específico para cocaína ou crack
Calixcoca complementa abordagens psicológicas e sociais já utilizadas no tratamento
Vacina não é uma solução para todos os usuários, público-alvo será definido após ensaios clínicos
Brasil é o segundo maior consumidor de cocaína no mundo, com grande expectativa em relação à vacina
Mais de três mil pessoas já se voluntariaram para os testes da vacina

Com informações de https://oglobo.globo.com/saude/medicina/noticia/2023/10/26/cocaina-como-funciona-a-vacina-brasileira-para-dependencia-que-ganhou-premio-internacional.ghtml

Meu Piauí

A Meu Piauí é uma revista online que apresenta e valoriza nosso estado, nossa cultura e nossa gente.

Deixe um comentário

Your email address will not be published.

Últimos artigos do Blog