/

Vacinação da dengue terá público prioritário de crianças e jovens de 6 a 16 anos

vacina da dengue

O Ministério da Saúde anunciou hoje que realizará uma reunião com Estados e municípios para discutir a melhor estratégia de imunização contra a dengue. A medida se deve ao número limitado de doses disponíveis da vacina. A expectativa é que apenas 3 milhões de pessoas sejam vacinadas no primeiro ano da campanha.

A vacinação, que tem início previsto para o próximo mês de fevereiro, pelo Sistema Único de Saúde (SUS), terá como público prioritário crianças e jovens entre 6 e 16 anos. No entanto, é importante ressaltar que o número de doses disponíveis não será suficiente para vacinar todos nessa faixa etária.

Para definir quem receberá a vacina neste primeiro ano da campanha, o Ministério da Saúde irá estabelecer critérios adicionais. A escolha das idades respeita as recomendações técnicas da Organização Mundial da Saúde (OMS), sendo definida pela Câmara Técnica de Assessoramento em Imunização (CTAI).

De acordo com as informações divulgadas, o Brasil adquirirá 5,2 milhões de doses da vacina Qdenga este ano, fornecida pela farmacêutica japonesa Takeda. Além disso, espera-se receber mais doses por meio de doações do laboratório, mas ainda não há definição sobre a quantidade exata. Estima-se que até 6 milhões de imunizantes estarão disponíveis para distribuição em 2024.

Leia também:  Combate À Fome No Piauí: Iniciativas Alimentam Esperança De 140 Mil Famílias

Apesar do número considerado baixo, será possível proteger até 3 milhões de pessoas com a vacina Qdenga este ano, levando em conta que o esquema vacinal requer duas doses. Portanto, é necessário decidir, dentro das recomendações da OMS, qual será o público-alvo para receber a imunização. Essa definição será feita em reuniões com os Estados e municípios.

O diretor do Programa Nacional de Imunizações (PNI), Eder Gatti, explicou que a faixa etária recomendada pela OMS é entre 6 e 16 anos, levando-se também em consideração a situação epidemiológica. Portanto, essa será a faixa etária escolhida para receber a vacina. No entanto, ainda não é possível adiantar quais municípios serão contemplados nesse momento.

A vacina Qdenga possui uma eficácia de 80,2% contra todos os sorotipos da dengue e reduz em 90% o risco de hospitalização, segundo o Ministério da Saúde. A decisão de incorporar essa vacina ao SUS foi tomada no final do ano passado devido ao aumento significativo nos casos de dengue no Brasil em 2023. Com mais de 2,9 milhões de casos registrados até dezembro, o país se tornou o mais afetado pela doença em todo o mundo.

Leia também:  Taxação da SHEIN? Entenda a polêmica

O diretor do PNI ressaltou ainda que há expectativa de produzir a vacina nacionalmente no futuro para ampliar a cobertura vacinal contra a dengue. Atualmente, essa é a única opção disponível e representa um importante avanço na prevenção da doença. É um primeiro passo importante que certamente abrirá portas para novas opções no futuro.

Em resumo, o Ministério da Saúde irá se reunir com Estados e municípios para definir a estratégia de imunização contra a dengue, considerando o número limitado de doses disponíveis. A vacinação terá como público prioritário crianças e jovens entre 6 e 16 anos, mas outros critérios ainda serão estabelecidos para determinar quem será vacinado no primeiro ano da campanha. O objetivo é proteger até 3 milhões de pessoas com a vacina Qdenga este ano. A decisão final será tomada em conjunto com as autoridades locais. A expectativa é que haja produção nacional da vacina no futuro para aumentar a cobertura vacinal contra a dengue.

Notícia
O Ministério da Saúde irá se reunir com Estados e municípios para definir a estratégia de imunização contra a dengue, considerando o número limitado de doses disponíveis.
A vacinação terá como público prioritário crianças e jovens entre 6 e 16 anos, mas outros critérios ainda serão estabelecidos para determinar quem será vacinado no primeiro ano da campanha.
O objetivo é proteger até 3 milhões de pessoas com a vacina Qdenga este ano.
A decisão final será tomada em conjunto com as autoridades locais.
A expectativa é que haja produção nacional da vacina no futuro para aumentar a cobertura vacinal contra a dengue.

Com informações de https://www.terra.com.br/vida-e-estilo/saude/publico-prioritario-da-vacina-da-dengue-sera-de-6-a-16-anos-diz-governo-entenda,741b2adbcc164c69e9c20e387ad4dcd22v2xjapf.html

Meu Piauí

A Meu Piauí é uma revista online que apresenta e valoriza nosso estado, nossa cultura e nossa gente.

Deixe um comentário

Your email address will not be published.

Últimos artigos do Blog