/

Festas Juninas: Celebrações tradicionais e suas Comidas Típicas do Piauí

As Festas Juninas são celebrações tradicionais no Brasil, e a região do Piauí não fica de fora dessa festividade tão querida. Com suas raízes históricas e culturais, as festas juninas no Piauí trazem consigo uma variedade de comidas típicas deliciosas, que encantam os paladares e fazem parte da tradição local. Neste texto, vamos explorar algumas dessas iguarias e suas características marcantes.

Com sua rica história e tradição, as festividades juninas no Piauí, são marcados por uma mistura de elementos culturais, religiosos e gastronômicos, encantando moradores e visitantes.

História das Festas Juninas

A história das festas juninas remonta às antigas tradições europeias, trazidas pelos portugueses durante o período colonial. Essas festividades eram originalmente relacionadas às comemorações religiosas em homenagem a três santos católicos: Santo Antônio (celebrado em 13 de junho), São João (celebrado em 24 de junho) e São Pedro (celebrado em 29 de junho).

Com o passar do tempo, esses eventos religiosos se misturaram às culturas locais, dando origem às festas juninas como as conhecemos hoje.

No Piauí, as festas juninas têm uma importância cultural significativa. Elas são celebradas em todas as cidades e comunidades, mas ganham destaque especial em Teresina, que se torna o epicentro das festividades no estado.

Durante o mês de junho, os bairros e as praças da cidade se enchem de cor, música e animação, proporcionando um ambiente festivo único. Uma das características marcantes é a preservação das tradições populares.

As festas juninas também são palco de manifestações religiosas. Durante as celebrações, é comum a realização de novenas, missas e procissões em honra aos santos juninos. Esses momentos de devoção e fé fortalecem os laços entre a comunidade e ressaltam a importância religiosa dessas festividades.

É importante ressaltar que essas celebrações têm passado por transformações ao longo dos anos. Apesar de manterem as tradições e raízes culturais, também incorporam elementos contemporâneos, como shows musicais de artistas locais e nacionais, atraindo um público diversificado e contribuindo para a dinâmica festiva.

Comidas Típicas

A gastronomia também desempenha um papel fundamental nas festas juninas do estado. As comidas típicas são um ponto alto das celebrações, com destaque para pratos como o mungunzá, o bolo de milho, o arroz-doce, a pamonha, a paçoca, entre outros.

Ao participar dessas festividades, moradores e visitantes têm a oportunidade de vivenciar a riqueza da cultura piauiense e desfrutar de momentos especiais em meio a danças, músicas e sabores típicos.

Além disso, o trabalho com comidas típicas durante esse período do ano traz lucros para os pequenos empreendedores. Aylla Carvalho, que faz parte da equipe da @deliciasefestas, compartilhou conosco um pouco sobre o sucesso que seus Kits Juninos têm durante essa temporada.

Leia também:  Parque Lagoas do Norte: endereço e atividades!

Como foi o início desse trabalho?

Há 10 anos, decidimos criar o Delícias&Festas. Começamos oferecendo bolos para festas e salgados, e com o ,tempo nos aperfeiçoamos. Atualmente, fornecemos uma ampla variedade de alimentos, como bolos, docinhos, cupcakes, salgados, crepes, batata frita, tortas, café da manhã, almoço, jantar, barraca de lanches e o delicioso kit junino, que fez muito sucesso, principalmente durante o período da pandemia, quando lançamos o “arraiá na caixa”.

Há quanto tempo vocês trabalham com comidas típicas?

Estamos no ramo alimentício de Teresina há 10 anos, mas há 5 anos começamos a oferecer comidas típicas, com destaque para as últimas semanas de maio até o final de julho.

Como é a aceitação do público?

Temos uma ótima aceitação por parte do público, recebemos feedbacks extremamente positivos e nossa página no Instagram está sempre movimentada. O período junino se destaca como o segundo mês mais lucrativo do ano, ficando atrás apenas do mês de dezembro.

Kit Junino Delicias&festas/Foto: arquivo pessoal Aylla Carvalho

Receitas tradicionais do período junino 

Mungunzá

Uma das comidas mais emblemáticas das Festas Juninas no Piauí é o famoso Mungunzá. Feito com milho branco, que deve ficar de molho por 2 horas, após esse procedimento basta colocar o milho em uma panela de pressão com 2 litros de água e deixe cozinhar por 1 hora, em seguida abra a panela e se o milho estiver mole, significa que está no ponto certo, se ainda estiver duro deixe cozinhar mais um pouco, depois de cozido, ainda na panela, coloque o leite condensado, o leite, a canela e o cravo, deixe cozinhar por mais dez minutos. Para complementar, o Mungunzá fica uma delícia com pedacinhos de coco dentro.

Mugunzá – Foto: Reprodução/Canva

Bolo de Milho

Outra iguaria que não pode faltar nas Festas Juninas piauienses é o bolo de milho. Feito com milho fresco, ovos, leite, açúcar e manteiga, o bolo de milho é uma delícia que une a tradição com o sabor característico dessa época do ano. Ele pode ser encontrado nas versões simples ou incrementadas, como o bolo de milho com queijo coalho, que adiciona um toque de cremosidade e sabor ao prato.

Bolo de milho – Foto: Reprodução/Canva

Arroz-doce

Não podemos esquecer do tradicional arroz-doce, um doce cremoso e aromático preparado da seguinte forma, coloque a água o arroz e a canela em uma panela e deixe ferver até secar a água. Em seguida, coloque o leite, a baunilha, o açúcar e o leite condensado, mexendo sempre, deixe fervendo por 15 minutos, coloque o creme de leite, continue mexendo, depois de ferver por mais 5 minutos estará pronto. Aí basta polvilhar a canela em cima. Ele é uma sobremesa presente em todas as Festas Juninas, e cada família piauiense tem a sua receita especial, passada de geração em geração, e seu sabor adocicado e reconfortante conquista a todos que o provam.

Leia também:  Ambulatório da Nova Maternidade registra mais de 5 mil atendimentos
Arroz-doce – Foto: Reprodução/Canva

Paçoca de carne de sol 

Outra iguaria imperdível é a paçoca, querida e indispensável, que pode ser apreciado como aperitivo ou acompanhamento, e que pode receber complementos como macaxeira cozida, banana e coentro. 

No estado do Piauí, ela ganha uma versão especial, com um toque de sabor regional, graças aos ingredientes locais de alta qualidade. Para prepará-la, comece selando a carne de sol em uma panela aberta. Uma vez que a carne esteja selada, retorne-a à panela bem quente para evitar a perda de líquidos. Torre-a bem até ficar no ponto de desfiar e adicione cebola e alho para refogar. 

Em seguida, quando tudo estiver bem tostado, retire do óleo e leve ao pilão, adicionando gradualmente a farinha de mandioca branca. Sirva a paçoca com cebola roxa e coentro. Ao experimentar essa delícia, você sentirá o sabor autêntico do Piauí, valorizando a cultura nordestina.

Paçoca de carne de sol – Foto: Reprodução/Flickr

Pamonha

Por fim, mas não menos importante, temos a pamonha. Feita com milho-verde ralado e cozido, a pamonha é envolvida em folhas de bananeira e cozida em água fervente. Essa delícia é servida quente, podendo ser consumida pura ou acompanhada de queijo coalho, proporcionando uma experiência gastronômica irresistível.

Pamonha – Foto: Reprodução/Canva

As Festas Juninas no Piauí são uma oportunidade de celebrar a cultura e a culinária local. As comidas típicas são um verdadeiro patrimônio, carregando consigo a tradição e o sabor das festividades. A diversidade de pratos como a canjica, o bolo de milho, o “carneiro no buraco”, o arroz-doce, a paçoca e a pamonha encanta os visitantes e alimenta o espírito festivo das festas juninas.

Portanto, se você tiver a oportunidade de participar das Festas Juninas no Piauí, não deixe de experimentar essas comidas típicas. Elas são uma parte essencial dessa rica tradição cultural e certamente irão satisfazer seu paladar e deixar uma lembrança inesquecível.

Aproveite para se envolver na dança, na música e nas demais manifestações culturais desse período festivo, e desfrute de tudo o que as Festas Juninas no Piauí têm a oferecer!

Sane Araujo

Jornalista e pesquisadora, formada em Comunicação Social pela Universidade Federal do Piauí.

Deixe um comentário

Your email address will not be published.

Últimos artigos do Blog