Descrição da imagem
/

Mercado prevê inflação menor em 2023 e crescimento do PIB

crescimento do mercado

Economistas do mercado financeiro reduziram a estimativa de inflação deste ano de 5,69% para 5,42%, além disso, preveem um maior crescimento do PIB. As informações foram divulgadas no último relatório Focus, elaborado pelo Banco Central após ouvir mais de 100 instituições financeiras. A queda foi influenciada pela divulgação do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) referente a maio, que ficou em 0,23%.

Mesmo assim, a estimativa ainda segue acima da meta definida pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), atualmente fixada em 3,25%. No entanto, se ela oscilar entre 1,75% e 4,75%, será considerada formalmente cumprida. Para o ano de 2024, a projeção da inflação do mercado financeiro é uma queda de 4,12% para 4.04%, abaixo da meta do próximo ano definida pelo CMN de 3%. A projeção da taxa básica de juros para o final deste ano foi mantida em 12.50% ao ano e dos investimentos estrangeiros diretos no Brasil permaneceu em US$80 bilhões.

Leia também:  Shows, negócios, turismo e lazer. O Festival de Inverno movimenta Pedro II a partir desta quinta-feira!

Por outro lado, a expectativa para o crescimento do PIB aumentou. A previsão agora é avançar de 1,68% para até 1,84%, o que representa uma elevação desde a última semana. A alta foi explicada pelo aumento na produção de bens e serviços no país.

Os dados do mercado financeiro indicam o terceiro ano seguido com estouro da meta inflacionária nos últimos anos. Esse fato pode afetar diretamente o poder de compra das pessoas, principalmente das que recebem salários menores, devido ao aumento nos preços dos produtos sem aumentos correspondentes no salário dos trabalhadores.

Para 2024, a previsão de crescimento da economia foi diminuída de 1,28% para 1,27%. Apesar do recuo na projeção da inflação para o ano de 2023, o mercado financeiro continua estimando queda na taxa Selic neste período. Importante destacar que mudanças na taxa básica de juros demoram cerca de seis a 18 meses para terem um impacto pleno na economia. Se as projeções se concretizarem, será mais um ano fora da meta estabelecida pelo governo federal. Logo, esse resultado pode afetar desde a capacidade de investimento do governo em outras áreas até a vida financeira do cidadão comum.

Leia também:  Cirurgias ortopédicas no HUT crescem 8% nos primeiros cinco meses de 2023
InflaçãoEstimativa reduzida de 5,69% para 5,42%
PIBPrevisão de crescimento de 1,68% para até 1,84%
Taxa básica de jurosProjeção mantida em 12,50% ao ano
Investimentos estrangeiros diretosProjeção mantida em US$80 bilhões

= Com informações de https://g1.globo.com/economia/noticia/2023/06/12/mercado-baixa-para-542percent-estimativa-de-inflacao-de-2023-e-ve-alta-maior-do-pib.ghtml

Meu Piauí

A Meu Piauí é uma revista online que apresenta e valoriza nosso estado, nossa cultura e nossa gente.

Deixe um comentário

Your email address will not be published.

Últimos artigos do Blog