/

UTI do HGV: Referência em Qualidade e Baixa Mortalidade

UTI do HGV

No estado do Piauí, a maior unidade de saúde pública é o renomado Hospital Getúlio Vargas (HGV). Referência em atendimento de alta complexidade na região, o HGV oferece uma ampla gama de serviços com uma estrutura moderna e eficiente.

Com uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de alto desempenho, o HGV conta com 40 leitos que apresentam indicadores que comprovam a qualidade do seu trabalho. Destacam-se a baixa taxa de permanência e mortalidade, valores inferiores à média nacional das UTIs.

O aumento recente no número de pacientes foi impulsionado pela implementação da Linha de Cuidados do Acidente Vascular Cerebral (AVC) e pelo crescimento do volume cirúrgico. Isso resultou em uma maior ocupação dos leitos de UTI. No entanto, mesmo diante deste incremento na demanda, o serviço tem garantido uma assistência de excelência.

Leia também:  Trump, ex-presidente dos EUA, pode ser preso hoje

A UTI do HGV recebe pacientes graves oriundos tanto do centro cirúrgico quanto de outras unidades de saúde da região. A qualidade deste serviço é crucial para alcançar o objetivo principal: a recuperação completa dos pacientes e sua posterior alta hospitalar.

O coordenador das UTIs 3 e 4 do HGV, Caubi Medeiros, destaca a importância de se manter um serviço qualificado, capaz de cumprir o propósito fundamental da UTI. Ele ressalta que é essencial garantir a recuperação dos pacientes e sua reintegração à sociedade, exigindo um trabalho árduo e eficiente das equipes médicas e profissionais de saúde envolvidos.

O superintendente de Média e Alta Complexidade da Secretaria de Saúde do Piauí (Sesapi), Dirceu Campêlo, reforça a necessidade de manter altos padrões de qualidade no funcionamento da UTI do HGV. Afinal, o objetivo principal deste serviço é proporcionar a recuperação completa dos pacientes atendidos.

Leia também:  UFPI lança edital para concurso com 22 vagas de servidores

Em suma, o Hospital Getúlio Vargas é uma instituição reconhecida pela excelência em atendimento de alta complexidade no Piauí. Sua UTI apresenta desempenho superior à média nacional, com baixas taxas de permanência e mortalidade. O serviço recebe pacientes graves vindos do centro cirúrgico e de outras unidades de saúde da região. A equipe busca garantir a recuperação dos pacientes e sua posterior alta hospitalar. O compromisso com a qualidade é enfatizado tanto pelo coordenador das UTIs como pelo superintendente da Sesapi.

Resumo da Notícia
No estado do Piauí, o Hospital Getúlio Vargas (HGV) é referência em atendimento de alta complexidade.
A UTI do HGV possui 40 leitos e apresenta indicadores favoráveis, como baixa taxa de permanência e mortalidade.
O aumento na demanda tem sido evidenciado após a implementação da Linha de Cuidados do AVC e do crescente volume cirúrgico.
A UTI recebe pacientes graves do centro cirúrgico e de outras unidades de saúde da região.
O objetivo principal é garantir a recuperação dos pacientes e sua posterior alta hospitalar.
O coordenador das UTIs destaca a importância de um serviço qualificado e eficiente.
O superintendente da Sesapi reforça a necessidade de altos padrões de qualidade no funcionamento da UTI do HGV.
O compromisso com a qualidade é enfatizado por ambos os profissionais.

Com informações de https://www.pi.gov.br/noticia/uti-do-hgv-tem-desempenho-de-alta-qualidade-baixa-taxa-de-permanencia-e-mortalidade-de-pacientes

Meu Piauí

A Meu Piauí é uma revista online que apresenta e valoriza nosso estado, nossa cultura e nossa gente.

Deixe um comentário

Your email address will not be published.

Últimos artigos do Blog